Diretoria e Conselhos

Diretoria, Conselho e Comitês

 Diretoria Executiva

 Conselho de Administração

O Conselho de Administração da Kepler Weber ser composto de no mínimo 7(sete) e no máximo 9 (nove) membros titulares, todos eleitos pela Assembleia Geral, escolhidos dentre os acionistas da Companhia. O Presidente e o Vice-Presidente do Conselho de Administração serão escolhidos pela maioria de votos dos membros efetivos do Conselho de Administração. O Vice-Presidente substituirá o Presidente nas ausências, impedimentos ou vacância

No caso de vacância de membros efetivos do Conselho de Administração, os membros remanescentes indicarão um substituto que exercerá o cargo vago cujo mandato servirá até a primeira Assembleia Geral. No caso de vacância superior à maioria dos membros efetivos, será convocada a Assembleia Geral em até 10 dias contados a partir do evento ocorrido para eleição dos membros substitutos, cujo mandato coincidirá com os dos demais membros do conselho de Administração.

O prazo de gestão dos membros do Conselho será de dois anos, permitida a reeleição. Os eleitos tomarão posse mediante a assinatura de Termo lavrado no Livro próprio. O Conselho de Administração reunir-se-á sempre que convocado por seu Presidente. Na sua ausência, pelo Vice-Presidente.

As reuniões serão convocadas por mensagem eletrônica (e-mail), com aviso de recebimento, expedida com no mínimo cinco dias úteis de antecedência, na qual constará a data, hora, local e ordem do dia, salvo casos de manifesta urgência, quando poderá ser reduzido este prazo, a critério do Presidente. Na ausência ou impedimento do Presidente e do Vice-Presidente, existindo quórum mínimo exigido, será eleito um Conselheiro entre os Titulares presentes, para presidir a Reunião.

As reuniões do Conselho de Administração instalar-se-ão com a presença de quórum mínimo equivalente a dois terços dos seus membros, em caso de fração, será considerado o número inteiro imediatamente superior ao quociente, deliberando sempre por maioria de votos, observado o disposto abaixo:

As deliberações referentes às matérias de competência do Conselho de Administração, listadas nas alíneas (a) a (u) do Artigo 1 1 deste Estatuto Social, estarão sujeitas à aprovação por quórum qualificado da totalidade dos Conselheiros da Companhia, menos 2 (dois) Conselheiros. Caberá ao Presidente do Conselho de Administração o voto de qualidade nos casos de empate.

As reuniões do Conselho considerar-se-ão regularmente convocadas quando presentes todos seus membros ou quando a totalidade dos titulares dispensarem as formalidades de convocação.

Das reuniões do Conselho de Administração serão lavradas atas, que serão registradas no Livro de Atas de Reuniões do Conselho de Administração. Sempre que contiverem deliberações destinadas a produzir efeitos perante terceiros, seus extratos serão arquivados no registro de comércio e publicados.

Os membros do Conselho de Administração e da Diretoria poderão participar de reunião do órgão por intermédio de conferência telefônica, vídeo conferência ou por qualquer outro meio que permita que todos os Conselheiros possam ver e/ou ouvir uns aos outros e, nesse caso, serão considerados presentes à mesma, devendo ser lavrada ata e assinada por todos os presentes até a próxima reunião.

Para mais detalhes clique no Estatuto Social.

Nome Cargo Data Eleição Término do Mandato
Marcelo Guimaraes Lopo Lima Presidente 28/02/2020 Abril/2021
Julio Cesar de Toledo Piza Neto Vice-Presidente 28/02/2020 Abril/2021
Bruno Bianco Leal Conselheiro 22/04/2020 Abril/2021
Camilo Buzzi Conselheiro 28/02/2020 Abril/2021
José Pais Rangel Conselheiro 28/02/2020 Abril/2021
Maria Gustava Brochado Heller Britto Conselheiro 24/04/2019 Abril/2021
Rafael Maisonnave Conselheiro 28/02/2020 Abril/2021

Marcelo Guimaraes Lopo Lima

Marcelo ingressou na Tarpon em abril de 2008 e atualmente é CEO e Diretor de Relação com Investidores da Tarpon Investimentos S/A., figurando também como CEO da Tarpon Gestora de Recursos S.A. Foi Diretor Presidente da Morena Rosa S.A de 2012 a 2016, enquanto empresa investida. Anteriormente à Tarpon, foi vice-presidente da divisão de Investment Banking do Itaú BBA, assessorando clientes nos segmentos de consumo e varejo e foi vice-presidente da MERRILL LYNCH, assessorando clientes em operações de M&A e private equity na América Latina. Marcelo iniciou sua carreira na JP Morgan como associado na divisão de Investment Banking. É formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Direito pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo (USP).

Julio Cesar de Toledo Piza Neto

Julio Toledo Piza é graduado em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - ESALQ/USP de Piracicaba e pós-graduado em Administração e Finanças pela Columbia Business School de Nova Iorque. Além de experiência de 8 anos como Engenheiro Agrônomo no campo, o Sr. Piza também trabalhou na McKinsey and Company em São Paulo, onde assumiu posições de destaque.

Bruno Bianco Leal

Graduado pelo Centro Universitário Eurípides de Marilia (2005). Ex-procurador da Fazenda Nacional. Atualmente é procurador Federal – PGF/Advocacia Geral da União. Ex-procurador Chefe da Procuradoria Seccional da PFE/INSS em Marilia – SP. Membro do Comite Gestor da Estratégia Nacional de Não Judicialização (ENAJUD) do ministério da Justiça, representante do Ministério da Previdência Social. Assessor Especial da Casa Civil, Presidência da República, atuando na Reforma da Previdência. Secretário Especial Adjunto de Previdência e Trabalho do Ministério da Econômica. Na área acadêmica é mestre em direito pela Universidade de Marilia – UNIMAR, especialista em Direito público com capacitação para o ensino no magistério superior e pós-graduado em direito processual civil pelas escolas da Advocacia Geral da União e superior da Procuradoria Geral do Estado de São Paulo. Professor em cursos de pós-graduação e autor de livros jurídicos. Membro do Conselho Editorial da Editora Poiesis – Marilia/NY. Declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM e qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial.

Camilo Buzzi

Camilo possui 35 anos de experiência profissional, dos quais 34 anos no mercado bancário com ênfase no segmento de Corporate Banking (Middle Market, Corporate e Large Corporate), atuando em posições estratégicas de liderança executiva. Atualmente é Diretor de Corporate Bank no Banco do Brasil, sendo responsável pela gestão no Brasil da Carteira de Clientes Atacado Corporate e Middle Market, estratégia de canais de relacionamento e atendimento, e suporte operacional aos negócios do Banco do Brasil. Foi Diretor Comercial, Marketing e Clientes na Cia de Seguros Aliança do Brasil e Diretor Geral de Grandes Riscos no Grupo Segurador BB Mapfre, sendo responsável pela gestão de Carteira de Grandes Riscos. Possui participação direta na elaboração e execução do planejamento estratégico da empresa. Foi ainda Superintendente Atacado/Large Corporate do Banco do Brasil, sendo responsável pela gestão e implementação de ações táticas junto a sete escritórios de negócios, com foco no atendimento aos maiores grupos nacionais e multinacionais dos segmentos de agronegócios, alimentos, automotivo e transporte, comércio e serviços, mineração, indústrias, infraestrutura, energia e óleo e gás instalados no país.

José Pais Rangel

Brasileiro, Bacharel em Direito pela Faculdade Cândido Mendes em 1973, Licenciatura em Direito e Legislação Habilitação de Magistério pela Faculdade Niteroiense de Formação de Professores em 1975 e formação no Curso de Mercado de Capitais – EUA pelo Convênio do Banco Central do Brasil / USAID em 1977. Funcionário de carreira do Banco do Brasil e Banco Central do Brasil – 1961 / 1991. Atuou como Inspetor de Mercado de Capitais – Banco Central do Brasil – São Paulo, Supervisor de Fiscalização do Mercado de Capitais – Banco Central do Brasil – São Paulo e Rio de Janeiro, Chefe Regional da Fiscalização do Mercado de Capitais – São Paulo, Chefe do Departamento da Dívida Pública do Banco Central do Brasil, Gerente de Operações de Mercado Aberto do Banco Central do Brasil, Coordenador do Projeto e implantador do Sistema SELIC no Mercado Financeiro Brasileiro. Foi fundador e Membro do Conselho de Curadores da CENTRUS – Fundação Banco Central de Previdência Privada e Coordenador do Programa de Desestatização de empresas controladas pelo Banco Central do Brasil. Atualmente é Diretor Vice-Presidente do Banco Clássico S.A.

Maria Gustava Brochado Heller Britto

Brasileira, nascida em 02 de setembro de 1954. Formação acadêmica em Administração de Empresas EAESP– FGV-SP em 1977, com Pós-Graduação em Administração de Empresas EAESP– FGV-SP em 1981. Exerceu o cargo de Diretora Adjunta da Área Corporate Finance no Unibanco por diversos anos, além de ter representado o banco por dois períodos consecutivos no Comitê de Ética de Mercado de Capitais da ANBID. Atuou como Sócia Diretora da Tov Corretora de Câmbio Títulos e Valores Mobiliários Ltda. no período de 2004 à 2010, quando então passou a prestar somente consultoria para a corretora.

Rafael Maisonnave

Rafael Maisonnave é portfolio manager do Tarpon GT. Juntou-se à Tarpon em 2006 e deixou a empresa para iniciar seu próprio fundo em 2012, retornando à Tarpon em 2016. Anteriormente, trabalhou como gerente de investimento no Pátria, analista de negócios da Roland Berger Strategy Consultants e como CFO da Casa do Pão de Queijo (empresa do portfólio do Pátria). Além disso, foi conselheiro da Portobello, Sanepar, Tempo Participações, Marisa e Arezzo. É formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

 Conselho Fiscal

De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, o Conselho Fiscal é um órgão societário independente da administração e de auditores independentes. O Conselho Fiscal pode funcionar tanto de forma permanente quanto não permanente, caso em que atuará durante um determinado exercício social conforme determinado pelos acionistas. A principal responsabilidade do Conselho Fiscal é fiscalizar as atividades da administração e rever as demonstrações financeiras da Companhia, e reportar suas conclusões aos acionistas.

O Conselho Fiscal terá três membros titulares e respectivos suplentes, todos eleitos em Assembleia Geral, que lhes fixará remuneração obedecido a mínima legal, bem como observados os requisitos e impedimentos legais.

O Conselho Fiscal será eleito quando da realização da Assembleia Geral Ordinária, na forma do disposto no art. 161, §4º, da Lei 6404/76 e exercerá as funções até a próxima Assembleia Geral Ordinária que se realizar, podendo ser reeleitos os seus membros.

Os membros do Conselho Fiscal, pessoas físicas residentes no Brasil, terão a competência e atribuições fixadas em lei.

O Estatuto Social da Kepler Weber prevê um Conselho Fiscal de caráter permanente, instalado na forma da lei.

Nome Cargo Data Eleição Término do Mandato
Guilherme Garcia de Ávila Conselheiro Titular 16/04/2020 Abril/2021
Manoel Eduardo Lima Lopes Conselheiro Titular 16/04/2020 Abril/2021
Marcio Ferraro Conselheiro Titular 16/04/2020 Abril/2021
Gracielle Beltrami Hummel Bulhões Garcia Conselheiro Suplente 16/04/2020 Abril/2021
Paulo Henrique Altero Merotti Conselheiro Suplente 16/04/2020 Abril/2021
Sandro Roberto de Melo Conselheiro Suplente 16/04/2020 Abril/2021

Guilherme Garcia de Ávila

Guilherme faz parte do time de investimentos da Tarpon Gestora de Recursos S.A., antes da Tarpon ele já era investidor e trabalhou na área de tesouraria da Stone Co, Fintech brasileira de meios de pagamento. Guilherme é graduado em Administração de Empresas pelo Insper - Instituto de Ensino e Pesquisa.

Manoel Eduardo Lima Lopes

Brasileiro com Graduação Ciências Contábeis e Ciências Jurídicas, ambas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Funcionário admitido por concurdo público no BANERJ – Banco do Estado do Rio de Janeiro, onde atuou também como auditor geral e superintendente de contabilidade. Consultor de instituições financeiras e Diretor do Banco Clássico nos perídos de 1994 a 1998 e de 2001 até hoje. Diretor do Instituto Brasileiro de Auditores Independentes – IBRACON, membro do Conselho de Administração da Engie Brasil Enerdia S/A de 2006 a 2020 e membro do Conselho Fiscal da CEG de 2013 a 2016.

Marcio Ferraro

Funcionário do Banco do Brasil desde 1988, atualmente Superintendente na Large Corporate. Foi Superintendente na Superintendência Corporate Bank Centro Sul - SP de 05/2016 à 10/2017, Gerente Executivo na Diretoria de Corporate Bank de 07/2015 à 05/2016, Superintendente na Superintendência Regional Empresarial Centro Norte RJ de 01/2015 à 06/2015 e Superintendente na Superintendência Regional Empresarial São Paulo de 01/2011 à 01/2015. É Diretor do Brasilian American Merchant Bank desde 01/2016.

Gracielle Beltrami Hummel Bulhões Garcia

Brasileira, Administradora de Empresas atuou na Anglo American, mineradora, matriz em Londres, por 5 anos, de julho/2010 a agosto/2015 como Diretora Global de Operações - Finanças e RH / Shared Services para Americas, reportando-se à função financeira global em Johannesburg e Londres. Período no qual atendeu a 11 operações de mineração em três unidades de negócio distintas no Brasil e Chile, reduzindo custos na ordem de 5 a 33% em diferentes processos. De 2003 a 2010 aturou na CADBURY, indústria de alimentos e consumo, matriz em Londres, por 7 anos, atuando como principal interlocutor de finanças para a América do Sul junto a Londres nos assuntos relativos a gestão de riscos, controladoria, impostos e gestão de tesouraria incluindo indicadores financeiros. Anteriormente 4 anos como CFO do Brasil, responsável por operação com receitas de USD 1 bilhão. Iniciou no grupo, originalmente conglomerado farmacêutico PFIZER Warner Lambert como Tesoureira e Gerente Impostos, responsável pela separação dos negócios vendidos e reposicionamento no novo grupo em novo contexto financeiro.

Paulo Henrique Altero Merotti

Paulo se juntou à Tarpon em 2011 e atualmente é Diretor Jurídico e de Compliance da Tarpon. Antes da Tarpon, ele trabalhou no Departamento Jurídico XI de Agosto, uma organização sem fins lucrativos, fornecendo assistência jurídica gratuita a pessoas carentes. Paulo é formado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP).

Sandro Roberto de Melo

Profissional com 33 anos de experiência como funcionário de carreira do Banco do Brasil. Atuou como gerente geral e de negócios em agência dos segmentos empresarial e corporate bank e como superintendente na área de corporate bank. Atualmente é gerente executivo na diretoria de corporate bank do Banco do Brasil. Graduado em administração de empresas, com especialização em controladoria e finanças e MBA em gestão de negócios.